“Os influencers não geram conversão”

Este é um argumento que se está a tornar cada vez mais popular no marketing para desvalorizar a necessidade ou a aposta em “influenciadores” digitais. Porque é difícil “trackar” o verdadeiro impacto de uma campanha de influenciadores.

Sem o uso de um promocode (engenho um pouco mnhé na minha opinião mas que serve para reduzir ligeiramente a dúvida) é muito difícil perceber se uma personalidade digital gerou compras. Porque X pessoas podemusar o promocode dela na tua loja online mas se o teu negócio tiver localizações físicas entra toda uma nova problemática em jogo. O dito influenciador até pode não gerar vendas no imediato mas criar brand awareness que leve a uma venda 3 meses depois. Como vêem, há aqui muitos se’s.

Este argumento é legítimo. É difícil. E se calhar não geram mesmo conversão.

No entanto, seguindo a mesma lógica, poderíamos aplicar este raciocínio aos outros meios também. Será que o meu anúncio na TV/Rádio/Print gerou conversão? A resposta a todas estas perguntas entra, invariavelmente, no campo da suposição.

Para mim o ponto fulcral na questão dos influenciadores está na relação exposição-preço.

Ou seja, ao comprares publicidade na televisão ou num outdoor estás a comprar exposição sem a mesma garantia de conversão ou possibilidade de tracking. Nos “influencers” é igualzinho. A diferença é que comprar a exposição de um influencer é muito mais barato do que na tv/rádio/print. Os dilemas em ambos são iguais. O preço é que muda. Logo, o risco também muda.

Há adolescentes em Portugal – que não são “ninguém” no panorama mediático – cujas stories de instagram têm mais visualizações que a maioria dos canais do cabo.
No entanto, se quiseres comprar exposição num canal do cabo, irão cobrar-te desproporcionalmente mais.

Por isso, acredito que isto vai mudar muito em breve. Assim que os influenciadores perceberem que há um desfasamento gigante face aos valores que os meios tradicionais cobram. E, aí, ou o preço dos tradicionais irá descer, ou o dos digitais irá subir.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *