Palpites

Se há coisa que aprecio é observar jogadas perspicazes e inteligentes. No tópico Youtubers Portugueses Vs Pais, enquanto que à tona de água se está a discutir quem é que tem razão (os pais dizem que os youtubers são más influências para os filhos, os filhos insultam quem diz que os youtubers são más influências e os youtubers dizem que têm direito a fazer o que lhes dá na gana) nos bastidores estão a acontecer coisas muito mais interessantes.

Alguns dos maiores youtubers (e pessoas que os gerem), de forma bastante perspicaz, inteligente e rápida (tendo em conta que esta discussão está a acontecer em tempo real), começaram a posicionar-se perante o mercado como produtores de conteúdos “family friendly” e a apresentar claramente quais as linhas que não pisam. Coisas como: “não irá haver asneiras, tabaco, álcool, nudez e substâncias ilegais”.

E isto é inteligente por duas razões:

1) Porque é muito possível que os pais “acordem” para os conteúdos que alguns youtubers fazem e impeçam os filhos de os ver (é possível bloquear canais de youtube usando o Safety Mode para “parental control”);

2) Porque a maioria das marcas não quer estar associada a quem faz o tipo de conteúdos que causaram celeuma. E quanto mais burburinho toda esta discussão causar, menos (certas) marcas vão querer estar no meio desse turbilhão por estarem associadas ao youtuber X e Y.

Este posicionamento de certos youtubers – que percebem, e bem, que eles próprios são marcas – oferece segurança aos pais e oferece segurança às marcas que já os patrocinam e que podem vir a querer patrocinar. Evitando que sejam arrastados e todos colocados no mesmo saco. Uma reacção rápida e inteligente a tudo o que está a acontecer.

P.S: Por cortesia profissional não quero descrever que acções são essas que estão a ser desenvolvidas por parte de alguns youtubers. Assim que eu vir que é tudo público voltarei a escrever sobre isto!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *